arquitetura do mundo

A história da arquitetura é marcada por épocas em que determinados estilos e conceitos ganharam destaque em algum canto do planeta e, vez ou outra, acabaram influenciando as construções de outros países.

Escolhemos alguns estilos marcantes de arquitetura pelo mundo que predominam em cada um dessas regiões que vamos destacar.

1. Arquitetura do Japão

Apesar dos encantadores telhados curvos, a arquitetura japonesa tem tudo a ver com simplicidade e minimalismo. Os ambientes internos são projetados para serem limpos, arejados, claros e quase sem adornos. Muito disso se deve à cultura zen, contrária ao apego e às distrações desnecessárias.

Paredes móveis, boa marcenaria e integração com a natureza (plantas e jardins bem cuidados) são outras características importantes. Lares mais tradicionais contam com um cômodo (ou uma pequena construção à parte do restante da casa) destinada à cerimônia do chá.

2. Arquitetura do Oriente Médio 

São comuns, nas construções das culturas árabe e islâmica, os pátios internos com jardins, os átrios. Entre esses ambientes e a área construída interna há muitas colunas, arcos e cúpulas. A grande beleza desses prédios, principalmente nas mesquitas, está nos mosaicos e arabescos.

É comum andar pelos souks, muito empoeirados por fora e deslumbra-se com o interior belíssimo de uma típica casa árabe. A beleza das residências orientais é reservada à intimidade dos convidados, a ostentação externa se restringe às mesquitas e jardins. 

3. Arquitetura dos Países Nórdicos 

A Península Escandinava, região da Europa onde ficam Noruega, Suécia e Finlândia, têm invernos rigorosos. O clima hostil inspira a arquitetura do essencial. Assim como a arquitetura japonesa, a nórdica foca na simplicidade, organização e praticidade. E o material preponderante também é a madeira.

Enquanto no exterior é comum a cor vermelha, no interior predominam tons neutros e claros, para beneficiar a iluminação dos cômodos. Janelas grandes e muitas luminárias na decoração também são características marcantes, já que o inverno em latitudes altas é de pouca luz.

4. Arquitetura da Itália

Enquanto as igrejas e prédios oficiais antigos da Itália, com influência grega e romana, são cheios de ornamentos, o estilo mais conhecido de suas habitações é o visual rústico da Toscana.

São traços simples, compondo ambientes aconchegantes que têm tudo a ver com a vida tranquila do interior.  Uma característica que merece destaque na arquitetura de influência italiana é a cozinha ampla, por motivos culturais. Além da relação sempre muito próxima dos italianos com a culinária, a cozinha costuma ser, nos lares italianos tradicionais, o local de socialização mais importante.

5. Arquitetura da Grécia

Não poderia faltar, na nossa lista, a ornamentada arquitetura grega clássica e suas colunas nos estilos dórico, jônico e coríntio, com recursos como cornijas, frisos, capitéis e bases. Na Grécia Antiga, a matemática foi utilizada pela primeira vez na arquitetura, para encontrar proporções ideais para os ambientes.

Esse estilo influenciou a civilização romana e, a partir daí, a arquitetura de igrejas e prédios oficiais na Europa toda. Com a exploração do “novo mundo”, a influência grega veio também para as colônias americanas.

Hoje em dia, são comuns em bairros luxuosos do Brasil os prédios no estilo neoclássico, que buscam resgatar o refinamento arquitetônico da Grécia Antiga.

  1. Arquitetura na França, estilo Haussmann 

O arquiteto Haussmann é conhecido como “O homem que construiu Paris”. Lá, os apartamentos de estilo Haussmann são super valorizados pois são conhecidos pela qualidade da construção, pé direito alto, ambientes espaçosos e boiseries nas paredes. Os apartamentos estilo Haussmann resumem o que significa sofisticação. A renovação de Paris por Haussmann foi um vasto programa de obras públicas encomendado pelo imperador Napoleão III e dirigido por seu prefeito, Georges-Eugène Haussmann, entre 1853 e 1870.

  1. Arquitetura dos Estados Unidos

O espaço dedicado à garagem de uma casa de estilo americano é maior do que no Brasil. Isso acontece porque os americanos usam esse ambiente para outras atividades, além de guardar carros. A garagem também é usada para despensa, quartinho da bagunça, oficina, entre outras utilidades. As varandas das casas com estilo americano, chamadas de porch, são bem amplas e geralmente têm uma cerca em volta. Escadas e colunas também são comuns na entrada desse tipo de residência.

  1. Arquitetura da Inglaterra

 As edificações geralmente têm dois ou três andares e apresentam de maneira bem marcante o estilo gótico.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s