Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra a Mulher

Você sabia que em novembro acontece o Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra a Mulher?

A imobiliária aCasa7, em parceria com a agência Cative! e a ilustradora Sophia Andreazza, traz uma pauta extremamente importante para a construção de uma sociedade sem violência contra mulheres, onde possamos assegurar e usufruir de nossos direitos.

O dia 25 deste mês foi, e é, desde 1981, um dia essencial na luta para a eliminação da violência contra a mulher. A efeméride foi declarada no 1º Encontro Feminista da América Latina e do Caribe e recebeu reconhecimento pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1999. A partir daí, todos os 193 países-membros da entidade realizam manifestações e atividades pela vida e segurança das mulheres. 

Acontece que a data foi escolhida para manter sempre presente a história das irmãs Patria, Minerva e Maria Teresa Mirabal, conhecidas pela luta ativa pelos direitos humanos e brutalmente assassinadas pelo ditador Rafael Trujillo, na República Dominicana, em 25 de novembro de 1960. Esse ato, planejado para que soasse como um acidente, gerou revoltas em todo o país, dando início ao processo para derrubar a ditadura local.

Conhecidas como Las Mariposas, as irmãs têm um grande significado para a luta das mulheres brasileiras – e de toda a América Latina. Foi em 1981, durante o primeiro encontro para celebrar a resistência das Mirabal, que grupos de mulheres uniram-se para organizar agitações populares contra a política ditatorial do Brasil, iniciando a reabertura democrática no país.

No Brasil, uma mulher é agredida a cada 4 minutos, segundo o levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2019. São dados como esse que preocupam mulheres todos os dias, zelando por suas vidas, da família e de amigas. Infelizmente, nem todas estão seguras dentro de seus próprios lares. Precisamos mudar esses números e lutar, como as irmãs Mirabal, para que todas as mulheres possam ir e vir sem o medo constante do amanhã – ou mesmo do hoje. 

É importante entender que a violência é um assunto complexo e delicado, principalmente para a pessoa que está nesta situação e que uma rede de apoio é essencial para sair disto. Se você tem uma amiga que está em um relacionamento abusivo, procure incentivar o contato com a mesma, para que ela não se mantenha isolada e afastada de quem possa ajudá-la contra o agressor.

Tente manter um discurso calmo e permita que ela se sinta confortável para conversar sobre o assunto com você – lembre-se de que é uma situação dolorosa em que a vítima tem medo de julgamento e repreensão e precisa encontrar um ambiente seguro para que possa compreender a gravidade do ocorrido. Se o ajudante for um homem, tenha cuidado com tons de voz e gestos – isso pode assustar a mulher e fazer com que ela deixe de ouví-lo. Paciência e compreensão são fundamentais para auxiliar uma vítima de abuso e agressão a encontrar amparo.

Se estiver sofrendo violência ou sabe de alguma mulher que está passando por essa situação, ligue 180 e denuncie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s